Anúncios

26 Comentários

Arquivado em here

26 Respostas para “

  1. Ivo

    Onde esta o Gilvan e todo mundo, né?
    O último apague a luz?
    KKKKK

    Bom galera, na correria aqui na babilonia carioca. Patroa enorme com o herdeiro chegando em dezembro…quem já teve um sabe o trampo que a patroa da nessa época…mas é isso…

    Amanhã começa o CT França, Wigolly hoje já venceu o Trials, de virada, no finalzinho, tirando a baguete da boca do Mark Lacomere na casa do frances…coisa linda.

    Parece só mais um campeonato, mas é a primeira defesa de título do Medina. Ele deve estar querendo se provar faz tempo e as rampas francesas são um palco apropriado para o Golden Boy de Maresias…

    É isso ae galera…

    abçs

  2. Salve colega surfocrata, muita calma nessa hora hehehe! O bagulho é doido processo é lento! Brincadeiras a parte, muita energia positiva ae pro surfocratinha.

    Bom, vi um pouquinho do trials hj, mar mexido, muita correnteza, eu fiquei quase 3 meses nessa!! KKK po, nao sabia que rolava tanto maral na França. E a maré é um saco bixo! Principalmente para quem tem que conciliar trampo com surf, quase sempre a boa da maré batia com hora de trampo. Mas enfim, peguei minhas ondinhas de verao, destaque para Lacanau e Capbetron (altas ondas!) e Biarritz (onda normalzinha mas a praia é muito linda, altas vibe!)

    Bom… voltando aos assuntos, po ja fazia um tempo que estava me perguntando entao resolvi fazer o post. Tenho até dado uma olhada no site da waves mas nao tenho visto o cabra por la tb nao, ele postava bastante por aquelas bandas.

    Sobre a defesa do titulo, ta tudo nas maos dos juizes, e acho que Medina nao tem muita chance nao. Deve ser barrado nas quartas ou semis, quando pegar um peixe grande e de uma hora pra outra começar a receber 7 alto praqueles aereos cabulosos dele. Enquanto isso o peixe grande vai la com o feijao com arroz, surf burocratico, feio de mao puxado, 70% de compromentimento nas manobras pra garantir que nao vai cair fazendo o famoso “3 até a praia” e pimba 9 alto pro peixe grande!

    Veremos…

    Mudando um pouco de assunto, tu visse isso aqui? http://www.surfpro.com.br/billabongamador/index.htm
    te pergunto pq nao manjo nada de surf nacional, uma bagunça danada, super surf, surf pro, circuito CBS, complicado se interar no assunto. Ja batemos esse papo, mas pingou o link no tuits entao voltou ae. Fica como carta na manga para os momentos de falta de assunto nesse quikpro

    isso ae

  3. Fala galera, parece que o periodo flat aqui do blog ta começando a passar…hehe…Ivo mais uma vez parabens pelo herdeiro que está a caminho.

    Rapaz tinha vontade de ir pegar onda na França tenho parentes por la e tudo, mas nunca levei a ideia pra frente. To passando por uma fase que a maior vontade que tenho é de vender o carro e me largar por ai durante um tempo, mas infelizmente não é tão simples assim…mas ano que vem faço uma surf trip nem que fique devendo até as calças, quem sabe eu não cole no Rio pro WT…ja dei uma pesquisada as passagens ficariam num preço acessivel, o grande lance seria hospedagem, Ivo tem onde acampar no Rio?hehe…..

    Assisti um pouco da triagem ontem, as ondas estavam bem dificeis mesmo, muita correnteza… pena não ter conseguido assistir a final, mas ainda bem que existe o twitter e o facebook pra manter a gente informado…hehe.

    Eu estou sempre por aqui mais lendo do que escrevendo é verdade, mas todo dia dou uma passada pra ver como ta. Ah tem uma novidade agora eu tb tenho um blog, não está no nivel do de vcs mas to ai me divertindo um pouco…não tenho nem de longe a visão critica de vcs sobre competição e o mundo do surf como um todo, muito menos o mesmo talento pra escrever, está bem no começo to fazendo uma parada meio que local, a galera que eu conheço nao é muito ligada no Tour e tal entao mais uma parada informativa do que análises. Estou com umas ideias de fazer uns podcast, entrevistas, edita uns videos vou fazendo meio o que der na telha, to tentando me divertir, sem virar obrigação…de obrigações ja to cheio até demais….enfim quiserem dar uma conferida seria muito ouvir a opinão de vcs. vlw!!!

  4. Show de bola o brog Rafael, gostei bastante do tema, bem limpo e facil acesso aos comentarios com o balaozinho ali. Soh acho que deveria “abrir” os comentarios para a interaçao ficar melhor, o internauta posta e ja aparece la, esse lance de esperar que o comentario seja moderado é brochante pacas. Os textos estao bacana, fotos tb, ta show broder, vou colar la sempre que puder.

    isso ae!

  5. Po valeu trombonera, cara mancada mesmo esse lance dos comentarios, mas nem foi de proposito ainda to me adaptando as ferramentas e configurações que isso passou totalmente despercebido, tinha achado estranho isso de eu ter que aprovar, mas nem me toquei que eu tinha o poder de mudar…hehe, foi malz, mudei la acho que ja está corrigido, aos poucos vou aprendendo e melhorando…hehe

  6. Ivo

    Fala Raça!
    Valeu galera, em Dezembro o crowd carioca aumenta, com mais um rubro-negro (Atleticano Paranaense, bem entendido).
    Achei irado tbém o blog rafa, já até coloquei o link dele lá no surfocracia…e o lance é esse mesmo Rafa, se divertir informando a galera ou tentando informar sobre o esporte que gostamos.
    Vou abrir o comentários tbém (mensagem recebida kkkk)…

    Já que o espaço é livre, me permitam viajar um pouco:

    Adoro surf competição, gosto de ver os caras se digladiando numa bateria e tudo mais, mas uma coisa que me brocha (pra usar o termo trombonera) é a tal da marcação. Neguinho as vezes atravessa a praia perseguindo o adversário, acho isso anti surf…isso porque é necessário segurar o adversário, buscando fazer um somatório melhor do que o dele, não necessariamente o surf melhor do que o dele, e acho isso errado…

    KS, o sangui, e Brad Gerlach, já vieram com modelos alternativos de competição, com formatos e moldes diversos, mas ainda acho que falham justamente nisso, pois permitem que o melhor competidor vença, e não o melhor surf.

    É lógico que não tenho a formula mágica, até porque o que pretendo expor não acaba com o subjetivismo do julgamento (outra mácula do surf competição) e o que imagino não rolaria num evento com mais de 50 atletas (tipo WQS), mas acho que poderia se encaixar no WCT, inclusive num formato que pode ser mais atrativo para a TV (pretensioso eu, não? kkkk).

    Pensei em fazer com que os caras caiam na agua 3 vezes numa hipotética primeira fase com baterias de 4 ou 6 atletas, buscando não os vencedores das baterias, mas os autores das 12 melhores notas. Os caras cairiam buscando um score mais alto, não a soma, além de que não competiriam com quem esta na bateria com eles, mas contra todos os outros tops. Ex. o fato do cara acabar com a sexta melhor nota da bateria dele não impede que no final do dia ele ainda esteja entre os 12 que se classificam.

    E caindo 3 x elimina um pouco o fator “hora ruim do mar”.

    Esses 12 últimos/melhores, cairiam outras 2 vezes em baterias de 3 atletas repetindo a operação, onde separariamos os 2 ou 4 melhores, para a grande final, onde em única bateria os caras disputariam novamente o melhor surf, ou a melhor nota, como queiram…

    em qualquer uma das baterias pode haver interferencia, mas nunca marcação. e a prioridade ficaria na base da boa e velha lógica de quem esta mais próximo do pico da onda.

    Para alegrar o público, durante este evento hipotético, que poderia ser realizado em 4/5 dias (como os CT de hj em dia), os organizadores poderiam separar 3 lycras de cores diferentes para os 3 autores das melhores notas durante a competição, estilo volta da França, saca?
    a partir da segunda queda do mar, esses 3 tem a opção de escolher a hora de cair no mar. E obviamente que esses 3 iriam alterando, as 3 melhores notas do primeiro dia podem ou não mudar no segundo e terceiro dias.

    É uma idéia…se for jacu podem falar…

    Trombonera, falando do que vc disse, é 1 possibilidade, (frear o Medina) eles estão até direcionando a briga entre Mick, Joel e KS, parece…Pobres Jordy e Mineiro, podiam estar ali…Taj tbém, mas já ajudaram ele tanto sem retorno que acho que desistiram.

  7. Ivo

    Ah, Rafael, tem camping aqui sim, o Camping Club Brasil na Macumba é irado! De frente para o crime, literalmente!!!

  8. Trombonera

    Sobre sua trip Rafael, a Franca eh legal, mas eh bem friozinho na epoca de ondas que eh agora no outono europeu, os picos de ondas boas sao crowdeado pra caramba, eu nao cai em Hossegor pq tinha mais de 80 cabeca na agua facil quando tava bom. Acho que como trip vale a pena, pra conhecer etc. Mas como SURF trip acho que vale muito mais colar em um pico com varios point breaks, reef, fundo de pedra e tal. Ai do Ceara nao rola de “pegar uma carona” em veleiro e ir pro caribe? Barbados por exemplo? Ou america central, El Salvador, Costa Rica, etc.

    tu conhece o site http://www.wannasurf.com bem legal pra dar um conferes nos picos

    sobre o Ivo Tour, curti o modelo, um esquema meio “melhor volta”. Acho que no final desse evento teriamos sim o surfista que esta surfando melhor e nao o que esta competindo melhor como no tour falido da ASP.

    Acrescento uma coisa no Ivo Tour, aposentamos todos esses juizes decada de 90 e colocamos os groms pra julgar os tops, 10 muleques sao convidado pra participar do evento, julgando e tb surfando na expression session. A nota seria a media dos 10 juizes, sem descarte. Num esquema parecido com a escala de 0 a 12 do KS, tipo de 0 a 10, mas se alguem tem um 10 no placar e outro surfista pegar uma onda visivelmente melhor os juizes podem dar 11. Se o 11 ja tiver sido dado e rolar onda melhor, 11.5 ou 12. Sem fim, podemdo subir no maximo 1 ponto a partir do 10. Entao pode rolar uma nota 20 no evento, mas pra isso primeiro alguem teria que surfar uma onda 10 e depois outros surfando ondas melhores que esse 10 pra ir subindo. 10.2, 10.8, 10.9

    loucura

    hahahahah

  9. O formato de competição do Surfocrata Word Tour seria bem interessante mesmo, com certeza seria mais justo com o melhor surfista do evento, se ele for bem julgado claro, ai é que vem uma parada que eu acho que podia complicar, imagine ai seis malandros na água em um beach break com vento maral com ondas fechando e a galera dando gás nos aéreos, juiz ia ter que ficar com um olho no gato e outro no peixe…hehe. Assim que li a idéia me lembrou logo o formato de algumas expression section, acho que por isso me veio logo na cabeça neguinho voando de todo jeito atrás de high score. Acompanho mesmo os campeonatos há não mais de 2 anos então acho que ainda não estou tão cansado desse modelo, não que eu ache ele o mais adequado, mas também não visualizo outro que substitua a curto prazo o atual, vai ver estou sendo apenas conformista. Agora nesse esquema de notas acima dos 10 pontos não duvidaria nada que o KS (Kareca Sanguinolento) fosse o primeiro a tirar nota 20 em uma onda.
    Muito irado esse site, mandou bem do Trombone. Cara tinha falado na França porque tenho uma prima que mora por la, ai eu acho que ficaria mais fácil e tal, mas nem tenho esse interesse todo em ir surfar la, não gosto nem um pouco de água gelada…hehe…mas encaro de boa se valer a pena. Nunca tinha pensado nessa idéia da carona, vou dar uma sondada. Agora o que poderia dificultar seria o tempo disponível, mas enfim é uma idéia muito válida. Ano que vem to pensando em ir pra Noronha, tem um conhecido meu que organiza uma galera pra ir e tal, mas não sei se em 2013 vai rolar. Outra opção que tenho em mente seria ir pro Rio na etapa do wct, e para assistir ao vivo a Mesa Surfocratica (já to me escalando), ai aproveito pra pedir a opinião de vcs principalmente do Ivo que mora por la, é muita roubada ir sozinho pra ficar num camping e tal, lembrando que eu nunca fui no Rio de janeiro, não manjo nada da cidade…
    Independente do destino ano que vem eu viajo, cansei de só ficar trabalhando e pagando conta…

  10. vai pra BF rafael, tu viu a tuitada que o Ivo deu sobre BF? nao to achando o link..

  11. Não nao vi, BF com certeza é uma boa, agora la quanto ta rolando o localismo é meio sinistro, pra falar a verdade queria fazer duas viagens ano que vem uma no primeiro semestre entre março e maio, por conta das minhas ferias, que seria Noronha ou RioWCT, preferencia total pra noronha prefiro surfar do que ver os outros surfando. A outra seria depois que acabasse a temporada aqui no Ceará, pois começa a rolar mais pro Rio Grande do Norte: Ponta Negra, Pipa, Baia Formosa…e pela proximidade dava pra encarar uma surftrip de fim de semana e tenho um brother que ta morando em Pipa foi fazer uma trip pra la em junho e resolveu ficar por la mesmo…hehe…ai onde ficar ja tinha, faltava agilizar só o translado estando istigado e arranjando um parceiro da até pra ir dirigindo de boa.

  12. Anônimo

    com o pe na estrada galera, proxima parada espanha, depois portugal e ilhas canarias, blog vai ficar no abandono novamente…

    abraco e boas ondas

    edu

  13. Valeu Edu, boa trip brother, aproveita por nois hein!!!!

  14. Anônimo

    assisti as baterias no replay e achei bem fraquinha a onda 8.4 do wilson, comparando com o 7.4 do Medina, uma espuminha no cabelo valer 1 ponto a mais do que um tubo passando 3 sessoes la dentro ainda por cima numa competicao chamada supertubos..

    uhm..

  15. Anônimo

    hehe, dei uma olhada no tuits e vi que todo mundo ficou cabrero. Presente pro australiano. Uma pena pq Medina tava voando baixo e o show ficaria muito mais bonito com uma vitoria de verdade

  16. Ivo

    Acho que devemos sentir mais que pena, temos que sentir nojo do resultado de Peniche…
    As fotos com maiores visualizações no face surfocrático foram aquelas da Marmelada by ASP e do cagalhão de areia, tbém da ASP…ambas furtadas aqui do blog trombonera…
    Na boa…deu vontade de parar de acompanhar as competições depois dessa…
    Não houve sutilezas, foi na cara dura mesmo, e desde o inicio da bateria…os caras decidiram que era a hora do primeiro título do Wilson e foda-se…
    Não acredito mais em seriedade dos arbitros, que eles tentar acertar e o escambal…nada disso, se reuniram antes de final e decidiram que iam dar o título para fulano…”vamos segurar as notas de beltrano, se o fulano conseguir achar uma boa no final a gente da a virada, senão foda-se, beltrano ganha…”
    e o detalhe…não caio mais nesse complexo de vira lata, porque é contra brasileiro e o caralho…não é!
    O circuito é armado de interesses…
    Rolou a mesmissima coisa com o Jeremy contra o Parko no Tahiti, com o Parko na semi contra o careca na França e em várias outras ocasiões…
    O SURF PROFISSIONAL NÃO É SÉRIO…

    linkzinho pra escutar um som:

    http://themidcityarcade.bandcamp.com/

  17. ” vontade de parar de acompanhar as competicoes depois dessa” hahahah ri muito doto Ivo hahahah, ja ouvi essa varias vezes por ai, de MUITOS!! quem sabe o dia que o rebel tour entrar no ar, ai teremos “pra onde ir” e mudaremos de canal..

    e o complexo de vira lata existe sim, mas eh tudo relativo. Jeremy contra parko, jeremy eh o vira lata entao….

    po, falando em Jeremy, me lembro de uma bateria contra Jordy ou Dane, nao me lembro bem, mas se foi contra Jordy a do Saca foi contra Dane, pois fora 2 baterias seguidas, com duas garfadas gigantes que me deixaram muito nervoso, nao me lembro da etapa, mas foi no ano de entrada do Dane e Jordy, e deram um empurrao cabuloso nos dois e Saca e Jeremy tiverem que engulir seco a “derrota”

    to em portugal, talvez role um surf amanha

    alugar uma prancha e roupa
    veremos..

  18. Ivo

    fala galera…

    vou colar aqui o papo que comecei com o Castro, pra ver se ele migra pra cá também!

    Fala Castrão!
    Cara, foi foda essa hein?
    Não consigo nem admitir que a parada tenha sido “erro”, tá ligado?
    não foi erro porra nenhuma! Errar é humano, insistir no erro é burrice.
    Eles teriam errado se só fosse na ultima onda que a nota tivesse destoado.
    Não foi isso…a bateria toda foi extremamente mal julgada, ou melhor, julgada tendenciosamente. O ozzie arrancou um quase 8 num tubo fechado e medina não fez o 8 que merecia após uma combinação perfeita de aereo rodando, batida, rasgada e floater, sem perder um pingo de fluidez, velocidade e estilo!
    E pior! Não recebeu o 8 e tal que merecia após um tubo limpo, numa onda maior que a do quase 8 do Julian e finalizada!
    Ai veio a ondinha da virada…tsc, tsc…o onda mal valia um 7 e pouco. Mas o problema do julgamento foi esse! E por isso digo que não foi erro, foi com dolo que fizeram a treta.
    Porque diabos Julian precisava APENAS DE 7,5 para virar se não fez nada na bateria, a não ser um tubo fechado?????
    Não podemos apenas falar que foi erro…porque aí admitiriamos que os caras erraram 4 vezes seguidas na mesma bateria e sequer merecem figurar no palanque da primeira divisão do mundial de surf…por isso sou da opinião que resolveram interferir no resultado e dar a vitória a quem eles escolheram…
    Independente do motivo, salvo melhor juizo, manipular o resultado de um esporte profissional é crime…tem gente sendo presa no mundo todo por conta de manipulação de resultados, temos exemplos recentes na Italia e na Inglaterra…
    Abre o olho juizada!
    abçs

  19. Santos Surfer

    Fico imaginando se essa cambada não tá ganhando $$$ nas casas de apostas australianas…
    Concordo que foi de caso pensado. Não teve erro, teve MARMELAID mesmo, como já estamos acostumados.
    Pelo menos o Medina não ficou calado, como o Jadson (desde o incidente de racismo em HB qdo ainda era amador) que parece acreditar em Papai Noel, coelinho da Páscoa e que os juízes voltarão a julgá-lo com coerência.
    Mas não basta apenas reclamar – é preciso cumprir a burocracia e entrar com quantas reclamações formais forem possíveis junto à ASP.
    E concordo com Trombonera, a galera só dá audiência para a ASP por não ter outra opção.
    Abs,
    Santos Surfer

  20. Um copia e cola do texto de Taiu Bueno sobre Julgamento, texto publicado na http://www.hangloose.com.br/blog/asp_worldtour/polemica_do_head_judge.html

    O surf e a centralização do julgamento

    O surf é um esporte que nos fascina, independente de ser numa competição.
    Basta o mar subir e soprar um terral gerando condições perfeitas, que até mesmo os
    não-surfistas ficam hipnotizados com o espetáculo natural das ondas.
    Uma onda quando é bem surfada chama a atenção dos que estão na praia.
    A invenção do surf-competição ajudou o esporte evoluir e chegar ao nível que se encontra
    nos dias de hoje: ultra-radical-aerial-performance.
    O julgamento sempre será subjetivo. Nunca haverá um nocaute ou o vencedor irá cruzar
    uma linha de chegada. O surfista-competidor sempre vai estar exposto a opinião e a
    nota dos juízes.
    É neste ponto que eu quero chegar e expor uma alternativa talvez mais justa, na questão da
    centralização do julgamento nos dias de hoje.
    Muitas mudanças já aconteceram para a evolução do esporte e estas muito ajudaram: a contagem de apenas duas ondas na bateria e o ênfase nas manobras no outside e de power/espetaculares mudaram o rumo do esporte.
    Depois da polêmica final de Portugal e da repercussão que gerou o resultado, que não agradou
    nem mesmo alguns gringos, este seria um bom momento para mudar o estilo de julgamento, porque existiu sim um responsável pelo erro grotesco daquele resultado: o head judge.

    Desde quando eu fazia locuções em campeonatos ficando ao lado dos juízes, muitas vezes
    eu fiquei surpreso ao ver a total influência do headjudge na opinião dos juízes.

    A maneira como o julgamento funciona hoje, com o super-poder nas mãos do headjuge,
    os juízes acabam se tornando “marionetes” na mão do “manda chuva”, que é o headjudge.
    Ainda pior se o headjudge for imparcial ou ser influenciado pela emoção do patriotismo ou afinidade com atleta X ou Y. Aí o critério de julgamento vai ser totalmente influenciado por uma única opinião. Eu sou a favor dos cinco juízes serem autônomos em suas opiniões.
    As notas são divididas em cinco níveis:
    – ruim – 0 a 2
    – fraca – 2 a 4
    – regular – 4 a 6
    – boa – 6 a 8
    – excelente- 8 a 10
    É o headjudge quem avalia em qual nível se enquadra a onda surfada e é ai que eu discordo
    deste sistema de julgamento!

    Tirando como exemplo na final de Portugal a primeira onda do Julian Wilson, mesmo com
    O argumento de defesa que o pico supertubes é valorizado o tubo e a onda foi da série: é inaceitável um rápido tubo de três segundos e uma saída furando a cortina e somente isso
    A onda ser quase excelente. Isso mostra com clareza a influência da opinião de um headjudge
    no conceito da bateria, já que a primeira onda pontuada dita os valores das próximas notas.
    Mais influencia ainda é a nota da onda intermediária do Medina, que ele extrapolou nas manobras ser julgada para baixo. É claro que o headjudge exigiu estes critérios!

    Ora, se existem cinco juízes qualificados e experientes trabalhando nesta função, é desnecessário estes estarem sob influência de apenas um cérebro, uma opinião. É nítido que assim existe muita centralização de poder
    Para uma responsabilidade tão grande como esta, que é a definição do destino de muitos profissionais e da justiça de uma disputa, eu sou a favor da extinção do headjudge.
    Desta maneira os cinco juízes poderiam exercer as suas opiniões de maneira independente.

    Corta-se a maior a menor nota sempre e mesmo que duas ou mais notas divergirem dos níveis do critério, no final a nota e a avaliação seria mais justa, pois a média prevaleceria vinda de três opiniões distintas.
    Eu ainda sugiro aumentar a panela de juízes para um total de oito a dez, divididos por países que tenham atletas participantes no circuito.
    Seria traçada então sempre uma grade, onde nunca um juiz de um país fosse permitido participar de uma bateria com algum atleta do seu país.
    Não é e nunca vai ser fácil chegar numa fórmula perfeita quando o julgamento é tão subjetivo como no surf.
    A idéia de descentralização do julgamento parece ser algo mais justo e democrático.
    Esta é uma questão que deveria ir para a reunião anual da ASP para ser discutida.
    O surf hoje, com tantos torcedores espalhados pelo planeta acompanhando pela internet, merece ter um julgamento imparcial, que não estimule as pessoas a falarem mal do esporte ou da ASP ou até mesmo pararem de acompanhar os eventos, tamanha a indignação que gera de ver resultados injustos.

    ALOHA TAIU

  21. valeu a dica Ivo, quando rolar vou dar um confere.

    e deixo minha dica tb, to meio por fora do tuits entao nao sei se ja pipocou por la, mas tava surfando a web e achei essa novidade (pelo menos pra mim) http://www.redbull.pt/cs/Satellite/pt_PT/CONCEITO/001243264832061

    evento big wave em Nazare, e pesquisando um pouco achei http://surfforecasting.magicseaweed.com/?p=1858 materia da magicseaweed falando da possibilidade de entrar um swell grande e rolar o evento

    isso ae

    abraço

  22. ah, e outra coisa, achei essa materia da surfline http://www.surfline.com/surf-news/analyzing-the-medina-wilson-final-at-rip-curl-pro_77870/

    ja é um pouco antiguinha, 24 de outubro, mas nao tinha visto antes.

  23. Anônimo

    agora morreu de vez!

  24. Ivo

    morreu nada…nasceu…nasceu o surfocratinha dia 24/11…assim que as paradas acalmarem por aqui voltamos a carga…
    abçs

  25. O blog do trombone morreu, o surfocratinha nasceu e o surfolofando ta na barriga qq hora sai.

    ou nao….

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s