Arquivo do mês: novembro 2011

Debi & Lóide 11

Brodie Carr pode não ser bom em matemática, mas ele é bom na politicagem, especialidade: dar ordens. Quando ocorre um dos mais constrangedores episodios na carreira da não muito ilustre ASP, mande seu assessor para a linha de frente dar a noticia. Mas nos acabamos achando o comunicado de imprensa original que Brodie escreveu pouco antes de se acalmar e mandar Renato Hickel para a linha de frente fazer o trabalho sujo.

Comunicado de Imprensa Original:

Veja bem, cagadas acontecem. A gente na real é só uma cambada de surfistas e queremos nos sentir amarradões e tal. Se a gente quisesse fazer conta a gente teria ficado na escola. Tipo, ficar na escola mesmo, terminar o segundo grau e tudo mais. Até mesmo o Kelly Slater, o campeão que acabamos de envergornhar (Kelly, acabei de mandar umas flores pra sua mãe e pra Kalani) não sabe contar direito. Tipo, quero dizer… porra, o cara surfa com uma 4 quilhas e tem uma com 3 e uma outra com 5 quilhas como backup. Fala serio, tu acha que o cara não ta confuso? E o Owen Wright que me desculpe mas nem deve ter escola lá em Lennox Head.

Mas a gente assume todas as responsabilidades. Pois a gente introduziu esse sistema novo e a gente nem tá conseguindo saber quem é quem nas posições. E nem me fale em seeding ainda mais com o Dane caindo fora evento sim evento não.  Estamos pensando em pegar o Travis Logie, Cory Lopez, Adam Melling e até mesmo o Rob Machado e congelar criogenicamente, para carrega-los por ae prontos para ir pro microondas quando for preciso. Ninguem sabe quem é o proximo no ranking mesmo.

Portanto, devido as grandes dificuldades, decidimos comprar no ebay um IBM ThinkPad rodando Windows95 e estamos baixando uma cópia pirata do Excel neste exato momento. Agora, eu poderia ficar falando da migração de dados entre servidores, desempates baseados no seeding ou cenários baseados em fórmulas complicadas. Mas a gente sabe que na verdade o que causou toda essa problematica foi: comentaristas anônimos na internet. Se não fossem esses caras metendo a boca em tudo, isso NUNCA teria acontecido. E o Jamie O’Brien, não somente ele queimou a unica cópia que a gente tinha do livro de regras, mas ele tem assistido ao tour com olhos de águia e tem feito comentarios sinistros. Por que ele não fez a matemática então? O que mais ele tem pra fazer?

Bom, como eu disse, assumimos total responsabilidade. Então desencanamos do Nick Carrol que supostamente deveria ser reponsavel por neutralizar esses comentaristas anônimos da internet. Pensavamos que com a recessão global seria fácil achar boas pessoas para ajudar a gerir nossa organização.

Tradução do post da Demon Factory a pedidos de Jamie O’Brien

E galera, a mesma promoção que ta rolando no Demon Factory vai rolar por aqui também, então coloquem o tico e o teco pra trabalhar e criem uma legenda para a foto acima. Poste nos comentarios e a melhor legenda leva uma roupa de borracha novinha da BodyGlove, cortesia do JOB. Lembre-se de preencher o campo e.mail com seu endereço verdadeiro, pois sera atraves de e.mail que contataremos o ganhador.

Envie quantas legendas quiser.

Boa sorte e boas ondas.

Anúncios

48 Comentários

Arquivado em here

Nossa Querida ASP Mandou Mais Uma

Pois é galera, quem estava plugado vendo o evento viu historia sendo feita ao vivo. A ASP mandou mais uma bela cagada! Ironicamente esta bela cagada foi feita exclusivamente para concertar uma outra cagada. E com tantas cagadas a ASP entra para historia com o ano mais cagado da historia da ASP, ou nas palavras do gringo da nihilist999

How fitting for the most fucked up year in pro surfing history: Slater clinches the title against the two most prog brazos with a floater

Traduçao Trombonica: Encaixou perfeito para o ano mais tosco da histora do surf competitivo: Slater arremata o titulo com um floater contra dois dos brasileiros mais progressivos.

Tudo começou na Goldi Couste, com aquela bateria onde Taj virou pra cima do Mineiro com um 9.43 em uma onda que valia 7.5 ou 8 no maximo. Aparecendo varios comentarios na blogosfera como por exemplo este do gringo da blasphemyrottmouth


That was the worst 9.4 of all time. ALL FUCKING TIME. That was unspeakably and abominably atrocious.” 7 de Março 2011

T.T. Esse foi o pior 9.4 de todos os tempos. DE TODOS AS PORRAS DE TEMPO. Isso foi uma atrocidade abominavel e infalavel.

Taj que ja tinha sido empurrado na sua bateria do round 3 contra o Julian Wilson, o que gerou tambem varios comentarios no extinto site do Rottmouth, mas nao vou tentar cobrir aqui todas as cagadas da ASP, ficaria um texto muito longo, vou me deter a falar somente sobre as baterias com brasileiros.

Bom, barraram o Mineiro e o evento continuou, chegando a uma final de ondas tortas onde eu nao conseguia pensar outra coisa senao “o Mineiro se daria muito bem nesse mar contra o careca, levaria essa etapa!”

Snapper Rocks terminou com um gosto amargo, mas bola pra frente, quem acompanha o tour ja esta “acostumado” com essas coisas. Entao fomos para Bells e tudo correu bem, nao me lembro de nada muito cabuloso em termos de julgamento e Parko surfou muito bem e levou a etapa no surf e nao na marmelada.

Veio Rio e para nossa surpresa o empurrao foi pro nosso lado e Mineiro chegou ao titulo depois de um floater nas quartas de finais que entrou para a historia tambem, pois como foi pro nosso lado o empurrao (coisa rara de acontecer) a comunidade mundial do surf ficou tao revoltada que a ASP teve que escrever uma cartinha “amansa corno” para os gringos se acalmarem.

Jeffreys Bay foi um evento sem sal, sem açucar, sem realçador de sabor glutamato monosodico, sem alcool, sem as famosas direitas de J’bay e sem marmelada tambem, pelo que me lembro…

Chopes veio com tudo, baita aue na midia e no final tudo se concretizou e rolaram altas ondas. Jadson pegou uma delas, dropou em queda livre direto pra dentro do tubo, surfando na bola de espuma (foam ball) que é criterio forte para boas notas em Chopes, mas incompreensivelmente recebeu apenas um 6.77. Enquanto isso o Careca ganhava 8 e 9 pra qualquer coisa que ele surfava, foi um “welcome back” dos juizes para o Careca.

E também teve aquele tubao do Raoni contra o Mineiro, altas ondas, altos tubos. Mas na epoca fiquei me questionando. Se aquele tubo do Raoni fosse contra o Parko, Mick ou Kelly, que nota sera que valeria? Uhm…

Nova York foi novamente a vez do Jadson ser garfado, numa onda onde ele mandou uma primeira manobra muito critica, mas os comentaristas pegaram no pe dele dizendo que ele havia “perdido o controle” e por isso a nota nao foi na casa dos 9. Engraçado é que quando o Slater “perdeu” o controle da prancha naquele drop la na França os comentaristas nao pegaram no pe dele…

Mais engraçado ainda é que duas baterias depois Owen fez uma manobra identica, no critico, “perdendo” um pouco o controle tambem mas retomando ,  Owen ganhou um 8.33 contra 8.o7 que deram pro Jd. Sem contar que a onda do Owen nao encaixou direito na bancada e nao correu tanto como correu a do Jd. Entao foi um 8.33 para 1 manobra boa e mais 1 fraca numa parte da onda sem parede. Contra um 8.07 para o Jd numa onda bem armada onde Jd desferiu uma serie de 4 manobras fortes.

Bom, as notas do Owen foram quase todas esticadas e ele teve seu caminho facilitado, levando o caneco e “ameaçando” o careca. O que rolou na blogosfera na epoca foi comentarios falando que foi um osso que jogaram para o Owen, enquanto preparavam o banquete para o Kelly.

Trestles na minha opiniao é um evento sempre bem chatinho, uma onda sem nada de mais onde os gringos ficam querendo enfiar goela abaixo essa ideia de “high performance”. Qualquer onda de qualidade é ao mesmo tempo uma onda de alta performance, e existem MUITAS ondas de qualidade no mundo. Inclusive ondas com mais extensao e paredes mais armadas que Trestles.

Bom, a cagadela do evento acabou caindo na cabeça do Julian Wilson, que tomou uma interferencia nada a ver logo de cara na bateria contra o espigao. Sei que falei que ia me deter somente aos causos brasileiros, mas essa do Julian em Trestles e a do Logie na França nao tem como nao falar a respeito.

Enfim, sobrou para o Julian que foi cortado pelo Owen, tentou ser gentil e nao trombar com o gaivotao, desviando sua tragetoria. Mas a ASP nao quis nem saber, interferencia no surfista que foi cortado e gentil e empurra pra frente o surfista malandro rabeador.

Na epoca o Jamie O’Brien mandou muito bem editando o seguinte video,

Isso que a ASP quer passar para os surfistas de todo mundo? Que no surf nao se deve ser gentil, que no surf tem que ser grosseiro e cada um por si? Achei que os gringos eram os reis da educaçao no outside…

Depois de Trestles veio Hossegor e aquela marmelada cabulosa na bateria do Medina, e tambem uma boa marmelada na bateria do Taj e Travis Logie. Mas no final deu tudo certo, Medina botou o careca na kombi e destruiu até o final. Ganhando novo apelido e tudo mais. Medina Airways, otimo senso de humor do cascudo Taylor Knox. Bem diferente da viadagem do Kelly dando mil e uma desculpas em sua entrevista pos derrota.

Portugal teve tanta onda boa que eu nem reparei nas notas, conto com a ajuda de voces para re-lembrar das cagadelas que ocorreram no evento.  Lembro que o Heitor teve uma onda cabulosa que um gringo até brincou no twitter falando que melhor que aquilo so se ele saisse de dentro do tubo com uma cerveja na mao! 10 na certa! Mas a ASP nao achou tao boa assim e nao soltaram a nota.

Mineiro levou a etapa para delirio da galera e fomos para o The Search Pelotas. Que começou até que com umas ondas boas, Medina soltando o pé de backside, careca campeao, erro de calculo da asp, careca ainda nao é o campeao, bla, bla, bla. A unica coisa boa disso tudo foram varios posts e videos comedia que sairam pela net. O melhor de todos na minha opiniao foi esse aqui,

[vimeo http://vimeo.com/31635291]

Mas apesar de todo mundo estar se divertindo, a ASP monstrou logo de cara que nao estava de brincadeira. Seguraram as notas do Medina e Pupo e soltaram um 9 e poco pro careca para acabar de vez com a confusao matematica. Resolveram o problema, mas de uma forma deprimente. Acho que todo mundo que acompanhou na net ficou meio puto, meio triste, meio revoltado.  Kelly nao precisava disso e o surf competitivo também nao. Mas é isso ae, bola pra frente. E como dizem por ae…

Vai entender!

Obs: Enormes congratulações ao Alejo pelo excelente resultado, parabens ao Parko também pelo vice. E Gabriel Medina.. po.. sem palavras.

25 Comentários

Arquivado em here

Fé em Deus e Pé na Tábua

Daqui a pouco começa o Pro Search em Ocean Beach San Francisco, semana foi boa pra gente na Califa, Pupo engordou sua conta bancaria e Panda beliscou pontos muito importantes. Então vamo que vamo, embalado descendo a ladera na banguela.

Sei que essa foto está bem batida na interwebs, mas ela é muito doida! Visual incrivel.

Foto original no site mobile.sfist.com

55 Comentários

Arquivado em here